Archive for the ‘Política’ category

Castaniodo

19 de setembro de 2014

Essa é para os queridos/as Amigos/as que conservam uma nuvem maledicente em seus juízos ou em suas linces, que teimam em não entender ou em não enxergar, as transformações, MAIS QUE SUBSTANCIAIS, em nosso tecido social nesses últimos 12 ANOS. O que me resta (acreditem, é de forma carinhosa) é prescrever o XAROPE CASTANIODO. Quero ver: É TIRO E QUEDA nas varizes e nas hemorroidas encefálicas e oftalmológicas. kkkkkkkkkkkkk…

 

Taurus Caprus Catingueira.

 

Epístolas Sinantrópicas

28 de agosto de 2014

Epístola

EPÍSTOLAS SINANTRÓPICAS n. III

 

Ítalo de Melo Ramalho, 28.iii.2014.

 

“Resplandecente é a Sabedoria, e sua beleza é inalterável: os que a amam descobrem-na facilmente, os que a procuram encontram-na.” (Bíblia Sagrada – Livro da Sabedoria, capítulo 6, versículo 12)

 

Aqui, da minha alcova, do meu cubículo, (re)vejo e acompanho, atentamente, o giradouro do mundo. E por onde – indago aos meus mais fiéis leitores – essa roda, essas rodas, esse mundo, esses mundos vaga(m) solto(s) nessa multicolorida imensidão? Não é fácil e tampouco encerra-se em si ou em sim qualquer resposta sensata e plausível. Quando entendermos, que o raio circunreferencial absorve com taciturnos cantos e encantos, e que em sua gênese preludial foge e escapole dos nossos mais frágeis alter sentimentos, aportaremos, em definitivo, nos hemisférios da transmutação. No qual migraremos em espaçosas vias sob a égide do altruísmo ou do egoísmo. Dependendo da nossa inclinação moral e ética.

 

Lendo essa breve introdução para uma comovida interlocutora, e a dita cuja, a sinhazinha, após auscultar  atentamente e abrir um sorriso enigmático e brevemente esperançoso, confesso ter pensado no êxito do meu propósito. Não custou tempo e a risonha Dama emergiu desse inconcluso sonho, deferindo esta máxima axiológica: – VOLTE À REALIDADE! A lacônica e doce leonina, rugiu em um sonoro e ensurdecedor bramido. O silente açoite amordaçou a minha prolixa e intempestiva áurea criativa, imagética. Danou-se! Nunca! Jamais a tinha presenciado com desmedido asco às minhas confusões pseudo-intelectuais. O meu esboço de tratadista das ciências obscuras e ocultas às linces do quotidiano, não lavou, nem lavava e muito menos lavará a calha, residência solar e lunar dos felinos. Lugar a onde depositam o restinho de ontem. Apenas juntara-se às mesma, rivalizando com os pichanos o espaço.

 

Portanto, (in)escrupulosos e gentios Cavaleiros, somados às gentis-damas de rígidos, empinados e suculentos peitos, o paralelo a ser traçado é localizado entre o real e a realidade. Basta saber que a linha, o eixo do real é o dado. E pugnar pelo construído de maneira democrática, lúcida e com honestidade intelectual. É mister a nós, zeladores uns dos outros como deve ser e como seria essencial que fossemos. É mais que conveniente burilar o material, a alma sem oscilações, sem tergiversar. Porém, se estes desenganos macularem os nossos vieses inóspitos, quebrando o cristal dos sonhos, recolham o que sejam, os cacos, a menor partícula e regue-a. Quando perceberes, estás a dançar com o Mestre Francisco, o de Assis, sem esquecer o Contra-Mestre Zaratrusta, o germânico. As idiossincrasias adormecerão e a plenitude do real se forjará a realidade fazendo-se um todo necessário.

 

*Agradeço ao mote sugerido por Taurus Caprus Catingueira.

 

NOTAS:

Honestamente, que debate fraco foi esse da TV União/Natal datado de 25.viii.2014 para o executivo estadual do RN. A única exceção com desenvoltura e propostas foi, sem dúvida  alguma, o Professor Robério Paulino . As candidaturas governistas, Henrique Alves e Robinson Faria, são extremamente fracas política e intelectualmente, porém, são fortíssimas quanto ao capital financeiro. MAIS DO MESMO! O candidato Araken Farias, que também podemos considerá-lo governista, não empolga de forma alguma. Simone Dutra e o seu PSTU, mostra uma força advinda dos votos angariados pela excelente parlamentar municipal Amanda Gurgel. Além da própria candidata ao governo que é bem preparada, apesar da falta de intimidade com às câmeras.

ADÁGIO:

“Depois que a onça ta morta, é muito fácil enfiar o dedo no cú dela.”

DICAS:

  1. Música: Confraria das Sedutoras – 3 na Massa.
  2. Filme: Dogville, direção de Lars von Trier .
  3. Livro: Sociedade do Espetáculo, de Guy Debord.

Impressões

26 de agosto de 2014

Ainda ressacado com o ótimo debate ontem na TV União/Natal. Explico: adjetivei o específico debate – o tema era a segurança pública – pelo fato de descortinar, entre os candidatos, os melhores preparados para exercer o executivo estadual. Pasmem, nenhuma das candidaturas governistas chegam a empolgar: Henrique E. Alves concentra em seu verbo as blasfêmias de eras remotas. É um político profissional, categoria que abomino. Robinson Faria, é o que alcunharei, ressaltando todas às vênias possíveis ao José Simão pelo uso da marca, de “picolé de chuchu potiguar”. Vago! Disperso! Sem substância! Também é um político profissional. Araken Farias se enquadra na mesma categoria do anterior: sem verve! Um pastel, não de carne ou queijo ou outra mistura qualquer, mais de vento! Restou-me apenas as candidaturas de Simone Dutra e do Professor Robério Paulino. Simone Dutra tem um bom discurso, tenderá a conseguir mais votos entre os eleitores de esquerda e alguns insatisfeitos e equivocados. Abordou um tema relevantíssimo para a segurança não só potiguar, mas nacional, que é a desmilitarização da polícia. Pronta para as campanhas vindouras. Já o Professor Robério Paulino, representa, de fato, o caráter inovador no atual cenário em terras de Antônio Felipe Camarão. O vejo como um político hábil no trato com os possíveis quadros do legislativo, com a coisa pública e, principalmente, com o Povo. Como ele mesmo afirmou “quero governar com o Povo”, referindo-se ao fato de não alcançar maioria na casa legislativa. Também comentou a desmilitarização. O Professor tem possibilidade de alcançar vôos inimagináveis para um candidato de esquerda no decorrer da campanha e dos próximos debates. Sem dúvida é o mais preparado. Pronto para o exercício do cargo. Espero que o carrossel do destino seja favorável aos nossos anseios.

 

Arietem Catingueira,

Natal, 26.viii.2014.

 

Moção de repúdio

26 de janeiro de 2012

Em cerimônia na capital paulista, reduto (ninho maior) do tucanato, artista premiados repelem veementemente os últimos atos patrocinados pela cúpula executiva do Estado bandeirante. Ao receber o prêmio, um dos condecorados em consonância com a sua categoria ler, em boa oportunidade, a moção de repúdio dos Trabalhadores da Cultura contra as enumeradas ações a seguir:

1. A invasão na USP;

2. A “higienização” da cracolândia;

3. A reintegração de posse de Pinheirinho ( São José dos Campos).

Assistam ao vídeo e boa sorte!

O Haiti e a missão da ONU

25 de janeiro de 2012

Caros, segue abaixo, um vídeo, inicialmente publicado no sítio dedicado ao jornalismo investigativo das excelentes Natália Viana e Marina Amaral, ambas com respeitáveis serviços prestados ao Brasil e a este usurpado campo democrático que denominamos de imprensa. O vídeo retrata a interferência estadunidense e os seus braços sentados numa política excludente e reducionista, que por variadas veredas, imprimem o seu domínio econômico/bélico através da sua política internacional, de sugar as riquezas nacionais em detrimento das garantias individuais e coletivas necessárias ao desenpenho mínimo permitido do exercício de viver.

 

3 em 1

12 de janeiro de 2011

Amigos acabo de ler essas duas entrevistas e este excelente artigo do Profº Muniz Sodré, sim, as entrevsitas são do Noam Chomsky e do jurista Stefano Rodotá. Muito bom!!!

http://www.ihu.unisinos.br/index.php?option=com_noticias&Itemid=18&task=detalhe&id=39814
http://www.substantivoplural.com.br/%E2%80%9Ca-italia-e-o-laboratorio-do-totalitarismo-moderno%E2%80%9D/#more-25958
http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=624JDB001

Ego

30 de dezembro de 2010

Um excelente artigo, Talvez esclareça as cabeças mais apaixonadas pelo “O Príncipe”.

http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI4865593-EI8425,00-Pequeno+balanco.html